domingo, janeiro 21, 2018

Dá-me a Tua Mão - Poema de José Gomes Ferreira




Dá-me a tua mão. 


Deixa que a minha solidão
prolongue mais a tua
— para aqui os dois de mãos dadas
nas noites estreladas,
a ver os fantasmas a dançar na lua.

Dá-me a tua mão, companheira,
até o Abismo da Ternura Derradeira.



José Gomes Ferreira






Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo