quarta-feira, janeiro 24, 2018

Cântigo de Esperança - Poema de Rabindranath Tagore




Não peça eu nunca,
para me ver livre de perigos,
mas coragem para afrontá-los.

Não queira eu,
que se apaguem as minhas dores,
mas que saiba dominá-las
no meu coração.

Não procure eu amigos ,
no campo da batalha da vida,
mas ter forças dentro de mim.

Não deseje eu ansiosamente
ser salvo,
mas ter esperança
para conquistar pacientemente
a minha liberdade.

Não seja eu tão cobarde, Senhor,
que deseje a tua misericórdia
no meu triunfo,
mas apertar a tua mão
no meu fracasso!


Rabindranath Tagore, in "O Coração da Primavera"

Tradução de Manuel Simões




Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo