quarta-feira, 25 de março de 2020

Sejamos como a primavera






“Sejamos como a primavera que renasce cada dia mais bela… Exatamente porque nunca são as mesmas flores.” 



Clarice Lispector



domingo, 15 de março de 2020

Caminharei com a tua LUZ




Caminharei com a Tua Luz
Caminharei com a fé que tenho em Ti
Caminharei porque me dás o Teu amor
Caminharei, Oh Senhor.

Extensa é a estrada que devo seguir
É áspero o caminho que meus pés têm de cruzar
Senhor dá-me a Tua mão para eu não cair
Pois tudo me é obscuro, oh Senhor.

Tu me dás a Palavra que é Vida e Verdade
E mostras-me o caminho que meus pés têm de cruzar
Senhor dá-me a Tua mão para eu não cair
Pois tudo me é obscuro, oh Senhor.


Cântico Religioso




terça-feira, 10 de março de 2020

Tens o dom de ver estradas - Padre Fábio de Melo




Tens o dom de ver estradas
Onde eu vejo o fim
Me convences quando falas
Não é bem assim
Se me esqueço, me recordas
Se não sei, me ensinas
E se perco a direção
Vens me encontrar

Tens o dom de ouvir segredos
Mesmo se me calo
E se falo me escutas
Queres compreender
Se pela força da distância
Tu te ausentas
Pelo poder que há na saudade
Voltarás

Quando a solidão doeu em mim
Quando meu passado não passou por mim
Quando eu não soube compreender a vida
Tu vieste compreender por mim

Quando os meus olhos não podiam ver
Tua mão segura me ajudou a andar
Quando eu não tinha mais amor no peito
Teu amor me ajudou a amar

Quando o meu sonho vi desmoronar
Me trouxeste outros pra recomeçar
Quando me esqueci que era alguém na vida
Teu amor veio me relembrar

Que Deus me ama, que não estou só
Que Deus cuida de mim
Quando fala pela tua voz
Que me diz: Coragem

Que Deus me ama, que não estou só
Que Deus cuida de mim
Quando fala pela tua voz
Que me diz: Coragem

Padre Fábio de Melo 


sábado, 7 de março de 2020

Em tudo te encontro Senhor




Nos campos coalhados de trevos e boninas,
No pão da cevada, nas verdes colinas,
Nas mãos das crianças no voz do pastor,
Em tudo te encontro, Senhor!

Nas nuvens redondas, nos cucos dos galhos,
Nos ninhos cantando por moitas e atalhos,
Nas manhãs tingidas de sonho e de cor,
Em tudo te encontro, Senhor!

Na esperança que mora nos olhos gaiatos,
Na cor da seara, no aroma dos matos,
Nas asas do sonho, no gosto do pão,
Em tudo te encontro Jesus meu Irmão.

Em tudo te encontro Jesus meu amigo,
Na graça dos pombos, na dança do trigo,
Na voz dos garotos, no vento bailando,
Nas mãos dos velhinhos rezando.

Em tudo Te encontro, meu irmão Jesus,
Nas gotas da chuva nos raios de luz,
Num barco encalhado, na espuma do mar,
Em cada menino a sonhar!

Cântico religioso




domingo, 1 de março de 2020

Foi para TI - Mia Couto




Foi para ti
que desfolhei a chuva
para ti soltei o perfume da terra
toquei no nada
e para ti foi tudo.

Para ti criei todas as palavras
e todas me faltaram
no minuto em que talhei
o sabor do sempre.

Para ti dei voz
às minhas mãos
abri os gomos do tempo
assaltei o mundo
e pensei que tudo estava em nós
nesse doce engano
de tudo sermos donos
sem nada termos
simplesmente, porque era de noite
e não dormíamos
eu descia em teu peito
para me procurar
e antes que a escuridão
nos cingisse a cintura
ficávamos nos olhos
vivendo de um só olhar
amando de uma só vida.


Mia Couto
in "Raízes de Orvalho e Outros Poemas"



Topo