segunda-feira, 27 de abril de 2020

Amanhã - Poema de Gonçalves Dias




Amanhã! — é o sol que desponta,
É a aurora de róseo fulgor,
É a pomba que passa e que estampa
Leve sombra de um lago na flor.

Amanhã! — é a folha orvalhada,
É a rola a carpir-se de dor,
É da brisa o suspiro, — é das aves
Ledo canto, — é da fonte — o frescor.

Amanhã! — são acasos da sorte;
O queixume, o prazer, o amor,
O triunfo que a vida nos doura,
Ou a morte de baço palor.

Amanhã! — é o vento que ruge,
A procela d'horrendo fragor,
É a vida no peito mirrada,
Mal soltando um alento de dor.

Amanhã! — é a folha pendida.
É a fonte sem meigo frescor,
São as aves sem canto, são bosques
Já sem folhas, e o sol sem calor.

Amanhã! — são acasos da sorte!
É a vida no seu amargor,
Amanhã! — o triunfo, ou a morte;
Amanhã! — o prazer, ou a dor!

Amanhã! — o que val', se hoje existes!
Folga e ri de prazer e de amor;
Hoje o dia nos cabe e nos toca,
De amanhã Deus somente é Senhor!


Gonçalves Dias




domingo, 19 de abril de 2020

História





Toda história tem seu texto
tem seu pretexto e pronúncia.
Tem seu remorso, seu sexto
sentido de arte e denúncia.

Tem um sujeito que a escolhe

que se encolhe e se confunde:
um lugar que sempre a tolhe
qui tollis peccata mundi.

Tem sua forma em processo,

tem seu recesso e cansaço,
e tem seu topo de excesso
no ponto extremo do escasso.

Tem sua língua felpuda,

a voz aguda e afetada.
R tem a essência que muda
e permanece, calada.

Toda história tem seu preço,

tem seu começo e seu dito.
É só virar pelo avesso,
ler o que está subscrito.


Gilberto Mendonça Teles

sexta-feira, 10 de abril de 2020

Eu não sou Nada





Eu não sou nada e do nada nasci
Mas Tu me amas e morreste por mim
Junto à cruz, eu só posso exclamar
Eu sou Teu, eu sou Teu.

Toma meus braços, Te peço
Tomo meus lábios, Te amo
Toma a minha vida, ó Pai
Eu sou Teu, eu sou Teu.

Quando de joelhos eu Te olho Jesus
Vejo Tua grandeza e minha pequenez.
Que posso dar-Te eu, apenas meu ser
Eu sou Teu, eu sou Teu.

Toma meus braços, Te peço
Tomo meus lábios, Te amo
Toma a minha vida, ó Pai
Eu sou Teu, eu sou Teu.


Cântico religioso


Topo