domingo, janeiro 21, 2018

Ah! Como te invejo - Poema de José Gomes Ferreira




Ah! Como te invejo,
pássaro que cantas
o silêncio das plantas
- alheio à tempestade.

Vives sem chão
ao sol a cantar
a grande ilusão
da liberdade...

(...com algemas de ar.)

José Gomes Ferreira

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo