domingo, 21 de janeiro de 2018

Bailarina - Poema de Helena Kolody




Dança a labareda branca
num lampejo de beleza.

Em silenciosa eloquência
sua expressão corporal
delineia o pensamento.

Leve, o gesto devaneia,
transfigura em movimento
o motivo musical.

Helena Kolody,
in Viagem no Espelho 


Sem comentários:

Publicar um comentário

Topo