domingo, 21 de janeiro de 2018

Anoitecer - Poema de Helena Kolody





Amiúdam-se as partidas...
Também morremos um pouco
no amargor das despedidas.

Cais deserto, anoitecemos
enluarados de ausências.



Helena Kolody, in “Infinito Presente”



Sem comentários:

Publicar um comentário

Topo