quinta-feira, janeiro 18, 2018

Qualquer Tempo - Carlos Drummond de Andrade




Qualquer tempo é tempo.
A hora mesma da morte
é hora de nascer.

Nenhum tempo é tempo
bastante para a ciência
de ver, rever.

Tempo, contratempo
anulam-se, mas o sonho
resta, de viver.


Carlos Drummond de Andrade, in 'A Falta que Ama'




Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo