quarta-feira, janeiro 17, 2018

Gostaria tanto de poder voar - António Almeida





Gostaria tanto, de poder voar,
Atravessar o oceano, e por lá te procurar.
Abraçar o teu lindo olhar, no meu olhar,
E em redor do teu corpo andar.

Gostaria tanto, de poder entrar,
No teu coração, e em silêncio o escutar.
Se bem me conheço, por bem gostar,
E de desejos deixar de sonhar.

Gostaria tanto, de poder estar,
Sem nunca mais ter que de ti me lembrar,
Se quanto é doloroso de longe amar.

Que além de deixar do amor falar,
Até que a morte um dia nos fosse separar,
Jamais teria que de longe em ti pensar.

António Almeida




Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo