sábado, janeiro 20, 2018

Colar de Pérolas - Poema de Cruz e Souza




A Felicidade é um colar de pérolas,
Pérolas caras, de valor pujante,
Belas estrofes de Petrarca e Dante,
Mais cintilantes que as manhãs mais cérulas.

Para que enfim esse colar bendito,
Perdure sempre, inteiramente egrégio,
Como uma tela do pintor Corregio,
Sem resvalar no lodaçal maldito;

Faz-se preciso umas paixões bem retas,
Cheias de uns tons de muito sol – completas…
Faz-se preciso que do amor na febre,

Nos grandes lances de vigor preclaro,
Desse colar esplendoroso e raro,
Nem uma pérola, uma só se quebre!…


Cruz e Souza (1861-1898)



Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo