segunda-feira, janeiro 15, 2018

Aqui - Poema de Alphonsus de Guimaraens Filho


Aqui - Alphonsus de Guimaraens Filho

Aqui venho depor uma palavra
que alguém me segredou, mas onde e quando?
Eu sei apenas que alguém falava.
E eu ficava escutando.
Aqui venho depor um sentimento
que é silêncio, talvez.
Eu nada sei senão que vibra ao vento
distante e tormentosa lucidez.
E deixo latejar uma palavra
que não foi minha, mas vivi.
A vida quase que se revelava...
Onde e quando, esqueci.


Alphonsus de Guimaraens Filho
In O Tecelão do Assombro

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo