sábado, 28 de novembro de 2020

Meu lírio roxo - Poema de Matilde Rosa Araújo




Vi sozinho
Num canteiro
Um lírio roxo...
Ai! a luz e o perfume da manhã!
E o meu rosto acabado de lavar!
E lá ficou,
Sozinho,
Num canteiro,
O meu lírio roxo,
Branco e transparente de alegria!


Matilde Rosa Araújo




9 comentários:

  1. Un bello poema para una hermosa flor.
    Un abrazo y buen fin de semana.

    ResponderEliminar
  2. Boa noite de sábado, querida amiga Maria!
    Que lindo o lírio roxo!
    O poemeto que o acompanha é delicado.
    Muito bom sei gosto sempre.
    Tenha um ótimo final de semana abençoado!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
  3. Olá Márcia
    Tudo delicado, dedicado, lindo...
    Bom domingo pra você
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. MARIA RODRIGUES,

    gostei muito desse seu jogar com a s palavras afinal, para o poeta um lírio é de qualquer coisa dependendo da emoção que ele esteja significando.
    Questão de significado e significante!
    Um abração carioca.

    ResponderEliminar
  5. Pięknie dobrałaś ten oraz zdjęcia do słów jakie cytujesz.

    ResponderEliminar
  6. Uma simples flor, um poema encantador que floresce no nosso olhar.
    Beijinhos e um abraço de luz

    ResponderEliminar
  7. Uma flor bonita
    requer um poema sutil e refinado.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Delícia de Poema !...
    Parabéns a ambas e a ti pela escolha.

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  9. Numa breve passagem - com mensagem colada - a fim de poder chegar a todos. Desejando que todos se encontrem bem de saúde. Obrigada a todos por não me terem “abandonado” Voltando, conforme o tempo me permitir. :)
    --
    “ Liberdade hipócrita ”
    -
    Beijo e um excelente Fim de Semana;-Prolongado.

    ResponderEliminar

Topo