sexta-feira, agosto 03, 2018

Qual tem a borboleta por costume




Qual tem a borboleta por costume,
que, enlevada na luz da acesa vela,
dando vai voltas mil, até que nela
se queima agora, agora se consume;

tal eu correndo vou ao vivo lume
desses olhos gentis, Aónia bela;
e abraso-me, por mais que com cautela
livrar-me a parte racional presume.

Conheço o muito a que se atreve a vista,
o quanto se levanta o pensamento,
o como vou morrendo claramente.

Porém, não quer Amor que lhe resista,
nem a minha alma o quer; que em tal tormento,
qual em glória maior, está contente.


Luís Vaz de Camões


6 comentários:

  1. Hi Maria.

    Beautiful card with beautiful text.

    Groettie from Patricia.

    ResponderEliminar
  2. Ler Camões é um presente divino! Obrigada!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Excelente, maravilhoso:))

    Hoje, do Gil António;

    Bjos
    Votos de um óptimo Sábado

    ResponderEliminar
  4. Não lhe conhecia este espaço tão agradável!! Amei

    A serenidade do paraíso encantado. (Poetizando e Encantando)

    Beijo e um excelente fim de semana

    ResponderEliminar
  5. Hello Maria,
    Really a beautiful picture of the butterfly and butterflies.
    It does something to me. I did read but could not continue.
    Warm hugs

    ResponderEliminar
  6. como el amor
    mariposa de estación...pero deja huellas

    ResponderEliminar

Topo