sexta-feira, agosto 17, 2018

Pergunta-me




Pergunta-me
se ainda és o meu fogo
se acendes ainda
o minuto de cinza
se despertas
a ave magoada
que se queda
na árvore do meu sangue

Pergunta-me
se o vento não traz nada
se o vento tudo arrasta
se na quietude do lago
repousaram a fúria
e o tropel de mil cavalos

Pergunta-me
se te voltei a encontrar
de todas as vezes que me detive
junto das pontes enevoadas
e se eras tu
quem eu via
na infinita dispersão do meu ser
se eras tu
que reunias pedaços do meu poema
reconstruindo
a folha rasgada
na minha mão descrente

Qualquer coisa
pergunta-me qualquer coisa
uma tolice
um mistério indecifrável
simplesmente
para que eu saiba
que queres ainda saber
para que mesmo sem te responder
saibas o que te quero dizer


Mia Couto, in 'Raiz de Orvalho'


13 comentários:

  1. Bom dia Maria,
    Que majestosa poesia, escolheste bema partilha. Um dosmeus poetas preferidos.
    Adorei o novo visual do blog!

    Feliz domingo!

    Bjss!

    Visite se puder!

    https://preenchendootempo.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  2. Hello Maria,
    the photos fit perfectly with your beautiful text.
    I have read this twice.
    You always know how to make very nice combinations :-)
    Warm hugs

    ResponderEliminar
  3. Maria , tenho admiração por toda a obra de Mia Couto .
    Seus poemas , seus livros , seus contos , suas entrevistas , seus artigos .
    Leio e releio este brilhante escritor .
    Agradeço , assim , que tenha escolhido um poema dele para partilhar com seus amigos .
    Boa semana .
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Boa Tarde, querida amiga Maria!
    Muito lindo e a última estrofe é perfeitíssma para mim!
    Hoje passo para lhe trazer um convite especial e particular, com carinho:
    O convite está nestes blogs:
    https://espiritual-marazul.blogspot.com/2018/08/o-amor-dos-deuses.html
    http://www.idade-espiritual.com.br/2018/08/convite-especial-9-anos-do-blog.html
    Saberei compreender, claro, se não puder participar.
    Mas esperarei com carinho, se puder.
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
  5. Eis um poema maravilhoso a coroar o dia...porque a poesia, a música, a arte, são o tempero da vida.
    Abraços!
    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  6. Mia Couto escreve lindamente.
    Maria tenha um dia abençoado. Bjs.

    ResponderEliminar
  7. Olá amiga!
    Chegando com o CONVITE do POETIZANDO E ENCANTNDO.

    Hoje à noite, estarei postando a 50ª edição do Poetizando e Encantando. Está quase pronta a publicação, mas posso dizer-lhe que as imagens estão convidativas para mais inspirações grandiosas como vem acontecendo a cada edição.
    Será um prazer ter você participando, comentando ou participando em seu blog, pois o sucesso desta BC é graças a você e a todos que amam a poesia.

    Deixo essa poesia de (Florbela Espanca
    Para lhe falar da grandiosidade do ser poeta que és.

    Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
    Do que os homens! Morder como quem beija!
    É ser mendigo e dar como quem seja
    Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

    É ter de mil desejos o esplendor
    E não saber sequer que se deseja!
    É ter cá dentro um astro que flameja,
    É ter garras e asas de condor!

    É ter fome, é ter sede de Infinito!
    Por elmo, as manhãs de oiro e cetim…
    É condensar o mundo num só grito!

    E é amar-te, assim, perdidamente…
    É seres alma e sangue e vida em mim
    E dizê-lo cantando a toda a gente!

    Abraços da amiga Lourdes Duarte.


    ResponderEliminar
  8. Olá Maria, que lindo poema, é o presente cobrando os sentimentos que viveram no passado...Só mesmo os poetas para falarem de amor.
    beijinhos saudosos.
    Léah

    ResponderEliminar
  9. Bom dia, Maria. Lindo e emocionante poema. Eu me identifiquei bastante em cada verso.
    Tenha um excelente final de semana.
    Beijos na alma.

    ResponderEliminar
  10. De lo simple a lo complejo
    ese verse reflejado como gotas de rocío
    que siempre nos traen recuerdos buenos

    y así sean siempre

    ResponderEliminar
  11. Nos preguntamos tantas cosas, que a veces algunas no tienen respuesta y hay que meditar detenidamente la respuesta.

    Besos

    ResponderEliminar
  12. Como sempre uma partilha de super bom gosto, amei!
    Beijos!

    ResponderEliminar

Topo