quarta-feira, setembro 11, 2019

Evocação - Poema de Olympiades Guimarães Corrêa




Quando nasce a manhã cheia de graça
E a beleza da mata se irradia
Com o cantar da passarada
Surgem ténues raios de luz.
E o sol, ao longe, desponta.
É a alvorada que surge,
O doce e alegre amanhecer!


Olympiades Guimarães Corrêa
Em Neblina do Tempo


6 comentários:

  1. Uma escolha bem acertada. Lindo.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  2. Muito bonitos esses seus versos.

    ResponderEliminar
  3. Olá, Maria!

    Espero k esteja bem, tal como seu marido, filhos e netos. Por aqui, tudo satisfatório.

    Não conhecia este poeta, e portanto, este poema, que é lindo e que está mto bem escrito.

    Embora, eu seja um pouco notívaga, sei apreciar a beleza e frescura da manhã, que nos revigora para o dia, que se aproxima.
    O nascer do sol é outro fenómeno maravilhoso, que não devemos desperdiçar.

    Beijos e bom domingo.

    ResponderEliminar

Topo