sábado, 27 de fevereiro de 2021

As flores do jacarandá - Poema de Matilde Rosa Araújo




O jacarandá florido
Brando cantar trazia
Branda a viola da noite
Branda a flauta do dia

O Jacarandá florido
Brando cantar trazia
O vinho doce da noite
A água clara do dia

Quem o olhava bebia
Quem o olhava escutava
O jacarandá florido
Que o silêncio cantava


Matilde Rosa Araújo




2 comentários:

  1. Boa tarde. Que poema divino. Obrigada pela partilha! :)
    *
    "A vida é uma passagem..."
    *
    Um excelente fim de semana, em casa
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria
    Que belo poema
    Quem entende o silêncio
    Poderá ouvir a melodia
    Beijo e bom final de semana

    ResponderEliminar

Topo