domingo, fevereiro 10, 2019

Há no Firmamento poema de Fernando Pessoa




Há no firmamento
Um frio lunar.
Um vento nevoento
Vem de ver o mar.

Quase maresia
A hora interroga,
E uma angústia fria
Indistinta voga.

Não sei o que faça,
Não sei o que penso,
O frio não é passa
E o tédio é imenso.

Não tenho sentido,
Alma ou intenção...
Estou no meu olvido...
Dorme, coração...


Fernando Pessoa 




5 comentários:

  1. Maravilhoso poema do grande Fernando Pessoa.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Boa noite, Maria, estou aqui nesse teu outro blog, pela primeira vez do qual já me tornei seguidor. Não poderia deixar de elogiar a escolha desse poema " Há no Firmamento", desse grande poeta português Fernando pessoa, orgulho para a nossa língua portuguesa. Sem dúvida, um poema magnífico.
    Parabéns, minha amiga!
    Uma ótima semana com alegria e paz.
    Beijo
    Pedro

    ResponderEliminar
  3. Meus parabéns por compartilhar uma linda poesia do Fernando Pessoa.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderEliminar

Topo