domingo, julho 15, 2018

Soneto



Poema de Fernanda de Castro


Canta. Busca na vida o que é perfeito.
Olha o sol e não queiras outro guia.
Sonha com a noite e absorve, aspira o dia,
Tal uma flor que te florisse ao peito.

Da terra maternal faze o teu leito.
Respira a terra e bebe o luar. Confia.
Faze de cada pena uma alegria
E um bem de cada mal insatisfeito.

Colhe todas as flores do jardim,
Todos os frutos do pomar e enfim
Colhe todos os sonhos do universo.

Procura eternizar cada momento,
Fecha os olhos a todo o sofrimento
E terás feito a carne do teu verso.



Fernanda de Castro

6 comentários:

  1. Belo poema . A vida sendo vivida plenamente.Um abraço amiga.

    ResponderEliminar
  2. Olá, Maria!

    Hoje, quem a vem visitar sou eu -rs!

    Um bonito soneto, que já conhecia. cantemos e façamos da vida uma alegria.

    Beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Um bonito soneto Maria. Imagem bonita.
    O seu layout ficou muito bonito. Gosto da cor.
    Ótima semana!
    Abraço grande!
    Escrevinhados da vida

    ResponderEliminar
  4. A sempre Fernanda de Castro que merece ser mais lida é conhecida do que é. Por isso , os meus parabéns pelo lindo soneto
    Bji Maria

    ResponderEliminar
  5. Muy buen poema, que leo detenidamente, en esta tarde de verano.

    Los días son más largo y apetece leer.

    Besos

    ResponderEliminar

Topo