segunda-feira, maio 15, 2017

Gosto ....




Há coisas tão simples e que me deixam tão bem.  Por vezes os meus sentidos transportam-me suavemente numa onde de tranquilidade. Abre-se o livro das memórias e o cheirar, o sentir o ver ou o ouvir, dependendo do contexto em que acontecem,  podem tornar alguns instantes em momentos muito especiais.
Gosto .... 
De certos cheiros que me transportam tantas vezes ao meu tempo de criança,  um tempo mágico onde tudo parecia tão simples e os sonhos não tinham limites. 
Gosto

Do cheiro da terra molhada logo quando acabou de chover.
Do cheirinho das folhas de eucalipto.
Da fragância fresca e tão agradável da alfazema.


Do inesquecível cheirinho do alecrim.
Do doce aroma das flores de laranjeira.
E do perfume suave que se solta da roupa lavada




Do cheiro intenso do café.
E como é gostoso lembrar o cheirinho do pão que a minha avô cozia no forno a lenha.





 Gosto ... do vento ...

Adoro ouvir o som do vento, principalmente nas folhas das árvores.
Gosto de sentir a sua brisa na cara
De ver os cortinados a flutuar suavemente



Gosto ... do mar ...

De ouvir à noite o som das ondas a bater na praia
De passear à beira-mar no final do dia quando as gaivotas chegam para descansar
De deixar o meu olhar se perder na imensidão de um mar azul que lá longe parece tocar o céu.


Gosto ... de admirar a Natureza ...

Do verde da primavera ou dos tons castanhos do outono.
De ver um campo coberto de flores
De ver e ouvir passáros cantando e dançando livremente no ar.





São estes alguns dos meus gostos, são estas algumas das pequenas, grandes coisas que apaziguam os meus medos e incertezas, que conseguem quebrar um pouco o meu stress, que aliviam suavemente a minha alma.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo